INSEA2 (InSea) + PICOLINATO DE CROMO 100mcg 60 Cápsulas

  • Físico Farma Fabricante: Físico Farma
  • Cód: INSEA2PC-250-60
INSEA2 (InSea) + PICOLINATO DE CROMO 100mcg 60 Cápsulas 0 [Seja o primeiro a avaliar]
BRL de R$ 199,00 169.90 por R$ 169,90 6x de R$ 28,32 sem juros Economize R$ 29,10
Descrição: InSea2DIMINUI EFETIVAMENTE A ABSORÇÃO DO CARBOIDRATOInSea2 ® é um combinado dos polifenóis de Ascophyllum nodosum e Fucus vesiculosus, padronizado em florotaninos, que tem a capacidade de inibir a atividade da ?-glucosidase e da ?-amilase, reduzind... Saiba mais

Descrição

InSea2


DIMINUI EFETIVAMENTE A ABSORÇÃO DO CARBOIDRATO


InSea2 ® é um combinado dos polifenóis de Ascophyllum nodosum e Fucus vesiculosus, padronizado em florotaninos, que tem a capacidade de inibir a atividade da ?-glucosidase e da ?-amilase, reduzindo a digestão e assimilação de amido e açúcar, a resposta glicêmica normal que segue uma refeição, bem como o pico de insulina associada, e ajuda a manter a sensibilidade à insulina saudável. 


Ações InSea2


- Redução dos níveis de insulina e açúcar no sangue;


- Promove o metabolismo natural e saudável da glicose;


- Reduz os efeitos da maré pós-prandial;


- Reduz o índice glicêmico dos alimentos ingeridos;


- Ajuda manter o funcionamento saudável da insulina;


- Melhora a resistência à insulina;


- Gerenciamento de peso;


- Prevenção de Diabetes Tipo II;


- Modula a digestão e absorção de amido e açucares. 


Vantagens do Insea2


- Fácil de manipular: solúvel em água e estável ao calor;


- 100% natural;


- Seguro e eficaz;


- Clinicamente testado;


- Certificado GRAS, Ecocert, Non-GMO e Orgânico. 


Dado:


Na nossa dieta nós ingerimos mais de 64kg de açúcares por ano, enquanto a Associação Americana do Coração recomenda uma ingestão de 10kg por ano. Os açúcares ficam “escondidos” em produtos supostamente saudáveis como pães integrais, iogurtes naturais, cereais matinais e alimentos processados, na forma de carboidratos e amidos. Após sua ingestão, o excesso de açúcar induz a um excesso de sua concentração no sangue e à elevação nos níveis de insulina. Esse excesso ocorre todos os dias, após cada refeição, por períodos prolongados, expondo nosso organismo a um grande estresse psicológico. Com o tempo, altos níveis de insulina acabam gerando uma resistência do organismo a esse hormônio. Aproximadamente 84 milhões de indivíduos americanos já estão em quadro de pré-diabetes. 


A maioria dos açúcares são compostos de glucose, frutose ou galactose, quer sozinhos (monossacarídeos) ou ligados entre si em pequenas cadeias (sacarose, a lactose, a maltose) ou longas cadeias (maltodextrinas, amidos). Uma vez que apenas os monossacarídeos podem ser absorvidos pelos nossos intestinos, a maior parte dos açúcares que comemos precisam ser digeridos antes de entrarem na corrente sanguínea. A ?-glucosidase e a ?-amilase são enzimas que estão ligadas à digestão dos amidos e carboidratos em monossacarídeos absorvíveis. A digestão é um processo que ocorre em dois passos: após a ingestão, os açúcares são divididos em oligossacarídeos menores pela ?-amilase; em seguida, a ?-glucosidase converte esses oligossacarídeos em monossacarídeos, que podem finalmente ser absorvidos. A inibição dessas enzimas reduz a absorção de carboidratos, contribuindo para uma melhoria do controle glicêmico. 


Maré pós-prandial e Insea2


Durante a digestão, o fluxo sanguíneo do nosso corpo é direcionado para o aparelho digestivo, diminuindo a circulação cerebral, com consequente diminuição do transporte de oxigênio para essa região, diminuindo nosso estado de alerta. Além disso, o aumento da produção do suco gástrico faz com que também ocorra um aumento da liberação de bicarbonato de sódio, provocando uma alcalose metabólica chamada maré alcalina; essa situação também reduz a atividade cerebral. Outro, e não menos importante fator para o sono e cansaço pós-refeição, é o aumento da glicose circulante. Refeições ricas em carboidratos aumentam os níveis de glicose no sangue, provocando picos de glicemia, especialmente após a ingestão de carboidratos de rápida absorção. O aumento das taxas de açúcar no sangue reduz o estado de alerta do nosso cérebro, aumentando o cansaço e o sono. InSea2 ®, como um potente redutor da absorção de carboidratos, ajuda a reduzir a sonolência e o cansaço corporal logo após uma refeição, através da redução da absorção de açúcar dos alimentos. 


Mecanismo de ação InSea2


O InSea2 ® é o primeiro bloqueador de carboidratos com ação dupla, agindo nas duas principais etapas de absorção de carboidratos presentes no organismo, o que lhe garante ainda mais sucesso em sua função desejada.


O InSea2 ® age inibindo duas enzimas: a ?-glucosidase e a ?-amilase, o que o torna superior à bloqueadores simples de amido que agem inibindo somente a ?-amilase. Uma vez inibidas ambas as enzimas, não haverá degradação dos carboidratos, reduzindo a absorção em sua maioria. Portanto, os carboidratos não conseguem ser digeridos e são enviados diretamente ao intestino para sua eliminação através das fezes. Esse mecanismo apresenta uma alternativa segura para auxiliar as dietas de emagrecimento e para diabéticos que precisam diminuir a quantidade de açúcar circulante. 


Estudo Cietífico com InSea2


O efeito inibitório da mistura de polifenóis que formam InSea2 foi medida em enzimas ?- amilase e ?-glucosidase por incubação das enzimas com um substrato quimioluminescente na presença de concentrações crescentes de InSea2 ®. InSea2 ® foi capaz de inibir tanto a ?-amilase e a ?-glucosidases de um modo dependente da dose com uma concentração de 2,8 mcg/mL para ?-amilase (0,06 mcM InSea2 ®) e 5,0 mcg/mL para ?-glucosidase (0,09 mcM). Uma inibição quase total (96-100%) de ambas as enzimas foi obtida em concentrações sub-micromolares. Geralmente, a afinidade de um inibidor de uma enzima é dada pela Ki: quanto menor for o Ki, maior a afinidade. Para inibição da ?-amilase e ?-glucosidase, os Ki foram, respectivamente, de 6,0 x 10-8 M e 7,0 x 10-8 M, demonstrando uma afinidade muito forte. 


Estudo Clínico com InSea2 na Diabétes tipo 2


Um estudo randomizado, duplo-cego, placebo controlado, realizado com 65 homens e mulheres em quadro de pré-diabetes, dietas restritivas e planos de exercícios físicos, para normalizar as condições entre grupos. A intervenção foi de uma cápsula de 250mg de InSea2 ® + 7,5mcg de picolinato de cromo ou placebo, antes de cada refeição (3 vezes ao dia), durante 6 meses.


Os resultados mostram reversão no quadro de 6 indivíduos tratados para estado saudável, e regressão de quadros de pré-diabetes IGT (Impaired Glucose Tolerance – alto risco) para pré-diabetes IFG (Impaired Fasting Glucose – risco moderado). No grupo placebo, 7 indivíduos pioraram o quadro, saindo de IFG para IGT, sem nenhuma melhora observada. Outros parâmetros também melhoraram significativamente no grupo InSea2 ® em comparação ao placebo, como parâmetros glicêmicos e marcadores inflamatórios (Figura 9).


Embora esses resultados terem sido obtidos com uma combinação de InSea2® e picolinato de cromo, a dose de cromo administrada foi baixa (7,5mcg), representando uma pequena proporção à dose recomendada para esse nutriente (200mcg a 1000mcg ao dia). O estudo demonstra clara eficácia de InSea2 ® em reverter quadros de pré-diabetes, assim como comprova a segurança do uso prolongado.


 

Características

INSEA2 250mg + PICOLINATO DE CROMO 100mcg 60 Cápsulas

Modo de usar:  de 1 ou 2 cápsulas , 30 minutos antes das principais refeições.

Validade 6 meses.

Cada Cápsula contém: 

InSea2   250mg

Picolinato de Cromo 100mcg

Advertências

  • • Se os sintomas, persistirem , o medico ou profissional competente deverá ser consultado;
  • • Evite a automedicação! O uso incorreto pode levar ao agravamento de doenças, à intoxicação, ao aparecimento de reações adversas graves e à resistência a medicamentos;
  • • As indicações postas não se tratam de propaganda, e sim de descrição do produto;
  • • As imagens em nosso site são meramente ilustrativas,
  • • As indicações dos produtos são baseadas no conhecimento científico do profissional farmacêutico,farmacopéias, estudos científicos e laudos de aquisição dos produtos junto aos fornecedores autorizados pela Anvisa.